Mulheres na tecnologia: os desafios para aumento da presença feminina no setor

Atualmente, elas correspondem apenas a 19% dos profissionais da área no País. Entenda as causas e os caminhos para transformar esse cenário

Nunca se falou tanto sobre a necessidade de políticas do âmbito público e privado para promover a equidade de gênero e sobre a importância de maior presença feminina nas organizações. No entanto, entre as dez maiores empresas de tecnologia do mundo, nenhuma conta com uma mulher à frente do negócio. Já no ecossistema de inovação brasileiro, o cenário não é diferente: nenhum dos 24 unicórnios que surgiram no País tem uma mulher como CEO. Na prática, isso demonstra o quanto as mulheres estão ausentes nos espaços de tomada de decisão no segmento de tecnologia.

Essa realidade não se limita às posições de liderança. De acordo com a Pesquisa Salarial realizada pela Catho, marketplace de tecnologia que conecta empresas e candidatos de forma gratuita, as mulheres representam apenas 19% dos profissionais de tecnologia no Brasil. No restante do mundo, a situação é um pouco melhor, com mulheres representando 26,7% de toda  força de trabalho desse segmento da economia, conforme demonstrou estudo de 2021 do Instituto AnitaB.org. 

Leia também:

“A OMS estima que 90% da população sofra com o estresse”, diz Rui Brandão, fundador do Zenklub

Ransomware: entenda sobre esse método de invasão de sistemas e veja como se proteger

No entanto, esse mesmo estudo demonstra uma queda de mais de 2% na participação feminina em comparação com março de 2020, antes da pandemia, quando as mulheres representavam 28,8% das profissionais da área. Esse movimento ocorre mesmo com o crescente número de vagas abertas no setor, com a perspectiva de um déficit de 300 mil profissionais no Brasil até 2024, segundo pesquisa realizada pelo BrazilLAB e pela Fundação Brava, em parceria com o Center for Public Impact.

As razões para a baixa presença feminina na área são muitas, a começar pela educação de base, quando meninas acabam sendo menos encorajadas a se aprofundarem nas ciências exatas, cujo conhecimento é fundamental para a futura especialização em tecnologia. Quem nunca ouviu, por exemplo, que os meninos são melhores em matemática?

Já quando ingressam no mercado de trabalho, os desafios variam de episódios de machismo à falta de reconhecimento e menores oportunidades de promoção. “Construir um mundo com equidade requer mudanças nos ambientes de trabalho, de modo que todas as mulheres se sintam valorizadas, apoiadas e tratadas com dignidade”, resumiu em suas redes sociais Sheryl Sandberg, COO do Meta e autora do livro “Faça Acontecer – Mulheres, Trabalho e a Vontade de Liderar.”

Para reverter esse quadro e incentivar uma maior presença feminina na tecnologia, diversas iniciativas têm surgido. Uma delas é o PrograMaria, projeto que surgiu a partir do desejo de um grupo de mulheres de aprender a programar. Antes de dar o pontapé inicial, elas identificaram sete obstáculos iniciais que costumam impedir o avanço das mulheres na programação: falta de visão de possibilidades, dificuldade de acompanhar tendências, barreiras culturais, falta de autoconfiança, obstáculos na aprendizagem, falta de conhecimento técnico e não saber por onde começar. A partir daí, criaram uma programação com encontros, palestras e conteúdos voltados justamente para superar esses desafios. 

Muitas empresas também têm investido em iniciativas para mudar esse cenário. É o caso da própria Catho, que se uniu à Let’s Code, escola que forma desenvolvedores em conjunto com as maiores empresas do país,  com o intuito de profissionalizar e contratar cada vez mais mulheres para atuarem no setor de tecnologia, por meio de cursos de programação 100% destinados a elas. “O setor de tecnologia, infelizmente, ainda é dominado pelos homens, e na Catho, não é diferente. Prezamos pela igualdade e queremos mudar esse cenário. Por isso, acreditamos que proporcionar uma qualificação para mulheres entrarem nesse mercado é o começo de um movimento necessário”, resumiu Patricia Suzuki, CHRO da Catho.

_Seja Parceiro

Quer bater um papo e conhecer os cases da agência de forma detalhada? Topa um café? Basta ligar no telefone abaixo ou nos enviar um email pelo formulário ao lado!

Telefone: +55 11 96899-2389

Desenvolvido por TRIWI MARKETING DIGITAL com 💜 e  ☕
Todos os Direitos Reservados à VCRP Brasil®